Hoje é terça-feira, 28 de maio de 2024. Dia do Hambúrguer; do Ceramista; Dia Nacional de Luta pela Redução da Mortalidade Materna; Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher e Dia Mundial do Brincar # Futebol: jogam nesta noite pela Libertadores Atlético-MG x Caracas; Botafogo x Junior e Flamengo x Milionarios.
Hoje é terça-feira, 28 de maio de 2024. Dia do Hambúrguer; do Ceramista; Dia Nacional de Luta pela Redução da Mortalidade Materna; Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher e Dia Mundial do Brincar # Futebol: jogam nesta noite pela Libertadores Atlético-MG x Caracas; Botafogo x Junior e Flamengo x Milionarios.
+32
°
C
+32°
+25°
São Luís
Domingo, 12
Ver Previsão de 7 Dias

maio 2024
DomSegTerQuaQuiSexSáb
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Soamar e Capitania dos Portos promovem ação social pelo Dia Internacional da Mulher

A Sociedade Amigos da Marinha do Maranhão – SOAMAR, em parceria com a Capitania dos Portos do Maranhão, aproveitou a simbologia do 8 de março para realizar mais uma ação social em sua sede campestre no Jenipapeiro, na última sexta-feira, 06, numa iniciativa do Conselho da Mulher Soamarina pelo Dia Internacional da Mulher. Foi um dia de muitas ações realizadas em diversas áreas, como saúde, vacinação, nutrição, serviços de embelezamentos como corte de cabelos, maquiagem, designer de sobrancelhas e manicure. “Nós trouxemos a comunidade do nosso entorno – Camboa e Jenipapeiro – para conhecer a Soamar e a Marinha com o objetivo de levar a essas pessoas as atividades cívico-sociais através do trabalho da Soamar e do seu Conselho Feminino e o resultado não poderia ser mais proveitoso”, comemorou o presidente da Soamar Jobert José Salgado Filho.

   
Foi um dia de grandes expectativas com empresas parceiras como a Bus Transportes, Instituto Embelleze da Cohab, TV São Luís e o Curso de lingüística Yazigy, além do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão, que através da Juíza de Direito da 2ª Vara Especial de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, Lúcia Helena Barros Heluy da Silva, da Casa da Mulher Brasileira, em São Luís, promoveu uma palestra sobre os direitos da mulher diante das violências a que são e estão sujeitas no dia-a-dia das suas próprias rotinas.

Num bate papo bastante informal, porém sem perder o tom da gravidade do tema, a Juíza Lúcia Helena chamou a atenção para a importância da denúncia, para o não ficar calada e mostrou, em números, que o poder público, através da Casa da Mulher Brasileira e das demais instituições do Judiciário, tem dado respostas a esta mazela mundial que é o feminicídio. “O Brasil é o quinto país do mundo que mais mata as suas mulheres e nós precisamos dar um basta a esta triste estatística. Nossa intenção nunca foi de punir o homem infrator, mas conscientizá-lo da necessidade de tratar bem sua companheira e respeitá-la em todas as suas garantias de direito como social, moral, sexual e familiar”, afirmou a titular da 2ª Vara de Violência Doméstica de São Luís.

A primeira experiência de implantação de uma política pública de combate à violência contra as mulheres no Brasil ocorreu em 1985 com a criação da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher-DEAM. No mesmo ano, foi constituído o Conselho Nacional dos Direitos da Mulher. Em 1986, foi criada a primeira Casa-Abrigo para mulheres em situação de risco de morte do país. Essas três importantes conquistas da luta do movimento feminista no Brasil foram, durante muito tempo, as principais ações do Estado voltadas para a promoção dos direitos das mulheres no enfrentamento à violência.

No Maranhão, diante de uma situação de violência, a mulher pode ser dirigir aos seguintes canais de atendimento: Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (98 3214 8649 / 8651 – São Luís); Ministério Público do Estado do Maranhão (98 3219 1849 / 1924); Patrulha Maria da Penha (98 99219 3671); Casa da Mulher Brasileira (98 31 98 0100); 2ª Vara Especial de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher (98 3231 0420); Defensoria Pública do Estado do Maranhão (98 3231 5819 / 3221 6110) e a Coordenadoria Municipal da Mulher de São Luís (98 99160 1098). Tem ainda o Disque Denúncia 3223 5800 na capital e o 0300 31 35800. Para quem quiser utilizar o Whatsapp para denunciar o número do disque-denúcia é 98 9924 8660.

O dia, porém, de ações sociais não tratou apenas da violência. Teve momentos de lazer, descontração, embelezamentos, distribuição de brindes, lanches e como diria João Gilberto, também se falou de flores. O Presidente da Soamar, Jobert José Salgado Filho encerrou a jornada de trabalho oferecendo a cada uma das participantes e voluntárias uma rosa símbolo pelo trabalho, pela dedicação, pelo voluntariado e principalmente, pela homenagem de soamarinos e marinheiros a elas pelo Dia Internacional da Mulher.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Redação
Data da Notí£©a: 08/03/2020