Hoje é segunda-feira, 20 de maio de 2024. Dia do Pedagogo; do Técnico e Auxiliar de Enfermagem; dia Mundial das Abelhas; dia Nacional do Medicamento Genérico; aniversário de Palmas; Dia do Comissário de Menores e dia Mundial da Metrologia # Futebol: Sampaio 0x0 CSA de Alagoas; Cametá x Moto 1x4 Cametá e Maranhão 4x0 Águia do Marabá.
Hoje é segunda-feira, 20 de maio de 2024. Dia do Pedagogo; do Técnico e Auxiliar de Enfermagem; dia Mundial das Abelhas; dia Nacional do Medicamento Genérico; aniversário de Palmas; Dia do Comissário de Menores e dia Mundial da Metrologia # Futebol: Sampaio 0x0 CSA de Alagoas; Cametá x Moto 1x4 Cametá e Maranhão 4x0 Águia do Marabá.
+32
°
C
+32°
+25°
São Luís
Domingo, 12
Ver Previsão de 7 Dias

maio 2024
DomSegTerQuaQuiSexSáb
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

OGMO capacita trabalhadores para operação alumínio no porto Itaqui

Retomada da carga no porto do Itaqui envolveu mais de 200 trabalhadores e foi comemorada por representante dos sindicatos e pelo OGMO Itaqui

A retomada da exportação de alumínio pelo Porto do Itaqui após 10 anos, impactou positivamente em todas as áreas em torno da operação. Para que tudo saísse dentro do planejado a equipe de trabalhadores avulsos sob a responsabilidade do OGMO Itaqui, passou por rigoroso treinamento e capacitação. São eles que estão na ponta da operação e exercem papel fundamental no transporte da carga. Ao todo, estão sendo carregadas 15 mil toneladas do alumínio com destino ao Porto de Rotterdam (Holanda).

Para o diretor de operações da G5 Logística, Alfredo Antônio Sousa, o momento é de muita felicidade para todo o ecossistema portuário. “A operação foi muito bem recebida por todos. Estão todos muito empenhados para que a operação flua dentro do planejado”, disse. Para ele, a parceria com o OGMO foi muito importante para o transporte da carga para a produtividade da operação. A empresa G5 Logística, em parceria com a operadora logística holandesa Steinweg e a mineradora australiana South32, uma das acionistas do Consórcio Alumar, é responsável pelo retorno do alumínio ao porto do Itaqui.

Como órgão gestor de mão de obra dos trabalhadores portuários e avulsos, o OGMO enxerga esse momento como mais uma oportunidade de trabalho para a mão de obra local. Por isso, investiu em um sólido processo de capacitação e treinamento para habilitação dos profissionais que estão envolvidos diretamente com a operação alumínio. “Primamos pela excelência na prestação dos serviços sem acidentes, sem avarias e com produtividade adotando um comportamento seguro durante toda a atividade”, destacou o coordenador operacional do OGMO Itaqui, Jorge William.  Mais de 200 pessoas estavam diretamente envolvidas no carregamento.

Quem também comemorou a retomada da exportação de alumínio foi o presidente do Sindicato dos Conferentes, Sandro Fontinele. Para ele, a volta da operação de alumínio contribuirá para o crescimento do Maranhão. “Estávamos ansiosos para a retomada do alumínio, que fez história no porto do Itaqui” disse Sandro Fontinele. O presidente do Sindicato dos Arrumadores em Capatazia, Denielson Miranda, não tem dúvidas da importância da retomada da operação de alumínio que, segundo ele, contribuirá para maior geração de renda e oportunidade de emprego.  “Agradeço todos os envolvidos nessa operação por reconhecerem a importância dos trabalhadores portuários avulsos na movimentação de cargas do porto”, destacou.

O Sindicato dos Estivadores também recebeu com entusiasmo a retomada da operação de alumínio. O presidente da entidade, Flávio Neres, explicou que, em parceria com o OGMO, treinou e capacitou os trabalhadores envolvidos na operação. “A qualidade da mão de obra faz a diferença na operação que vendo sendo feita com maestria e total segurança mesmo após 10 anos que não era realizada”, pontuou Flávio Neres.

“O OGMO Itaqui vem, através de uma gestão que busca gerar contínuo valor para seus associados e toda a cadeia portuária, profissionalizando cada vez mais todos os processos que envolvem os serviços ofertados e principalmente as pessoas. Consideramos que o resultado obtido na operação do alumínio é fruto de esforços e de um trabalho de parceria entre as empresas operadoras portuárias, os trabalhadores e toda a equipe do OGMO Itaqui. Parabéns a todos os envolvidos!”, enfatizou Ana Barbosa, diretora executiva da instituição.

Após desembarcar no Porto de Rotterdam, os lingotes de alumínio seguem para o mercado europeu, onde têm diversas aplicações econômicas.

Fonte:
WComunicação – Assessoria e Consultoria

Emap comemora retomada da carga de alumínio após 10 anos

Na última terça-feira (12/12), o Porto do Itaqui celebrou o reinício das operações de exportação de alumínio, marcando um momento histórico e consolidando sua posição como um hub logístico de importância nacional. O primeiro carregamento de lingotes, resultado de uma colaboração entre o Porto do Itaqui, a G5 Logística, a Steinweg e a australiana South32, aconteceu no berço 99.

Essa operação, conquistada pelo Porto este ano, é resultado de um investimento que, em três anos, totaliza R$ 3 bilhões, realizado pelo Consórcio Alumar, gerando um impacto positivo na cadeia produtiva do alumínio na região, com a geração de 5.500 empregos. O presidente do Porto do Itaqui, Gilberto Lins, dentre outras coisas, fez questão de destacar o papel crucial dos trabalhadores portuários nesse processo: “Este é apenas o começo, com previsões de mais operações para o próximo ano, consolidando o Porto como uma peça-chave na logística nacional. Este carregamento não apenas simboliza um avanço significativo para o desenvolvimento estadual, mas também promove a geração de empregos e impulsiona a dinâmica da indústria local, como é a orientação do governador Carlos Brandão. E nessa concretização tem sido muito importante a atuação de nossos Trabalhadores Portuários Avulsos (TPA), que dedicaram esforços significativos em seu aprimoramento e capacitação. O comprometimento de cada um de nossa equipe é a força motriz por trás da viabilidade crescente que temos para recebermos outras cargas em nosso Porto”, comemorou Gilberto Lins.

A South32, como uma das empresas transnacionais do consórcio Alumar, detém atualmente 40% da capacidade total de produção de alumínio no Maranhão. A exportação inaugural da South32, via Porto do Itaqui, estimada em 15 mil toneladas, que terá como destino o porto de Rotterdam, na Holanda, representa a retomada de uma rota que destaca os berços de atracação preferenciais para cargas gerais como uma infraestrutura logística eficiente. A G5 Logística, por sua vez, desempenha um papel fundamental na diversificação das operações portuárias no Maranhão, estendendo sua atuação além do alumínio para incluir celulose, cobre e outras cargas gerais no Porto do Itaqui. “Esta parceria, que foi bem-sucedida, formada por oito mãos, é apenas o início de uma série de operações. Que esta marca seja a precursora de muitas, e que o alumínio retorne como uma carga constante aqui no Itaqui”, enfatizou Raul Lamarca, diretor executivo da G5.

A última vez que o Porto do Itaqui realizou operações de exportação de lingotes de alumínio foi em 2013. Entre 2001 e 2013, foram 2,1 milhões de toneladas de carga exportadas pelo Itaqui. O retorno da operação do alumínio maranhense, não apenas celebra a retomada da exportação de alumínio, mas também destaca o papel estratégico do Porto do Itaqui como um hub logístico de relevância nacional, reforçando o potencial econômico do Maranhão na indústria do alumínio e consolidando parcerias cruciais para o desenvolvimento sustentável da região.

 

Fonte:
SITE DA EMAP