Hoje é sábado, 29 de maio de 2020, dia das Bandeiras e dia do Geólogo # São Luís inicia agora o sexto dia de abertura parcial do comércio. Se o monitoramento do sistema de saúde não apontar nenhum alerta fora do previsto, a retomada geral deve ser mesmo confirmada para o primeiro dia do mês de junho.
presidentesdobrasil propaganda1 humberto gomes osvaldo rocha
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Concursos
Prêmio Smart
Escoteiros em Foco
Cais do Jeep
Seminário Landlord

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

José Clementino
Elson Burity
 Bento Moreira Lima

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 Escoteiros em foco
 Nosso Papai Noel
 São Luis 406 anos
 Copa América 2019
 Cais do JEEP
 O Trem da Vale
Museu da Soamar
Presidentes do Brasil
Farol de Mandacaru

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE












TODOS OS PRESIDENTES DO BRASIL

Do primeiro, Deodoro da Fonseca, em 1889, até o atual, Jair Bolsonaro, agora em 2020

O Brasil teve entre seus governos presidencialistas algumas situações inusitadas, como por exemplo, dois impeachment – Collor e Dilma -; um pedido de renúncia (Jânio da Silva Quadros, no dia 25 de agosto de 1961); uma fuga e abandono do cargo (João Goulart); duas mortes de presidentes eleitos que não chegaram a tomar posse (Rodrigues Alves, que iria assumir seu segundo mandato e Tancredo Neves). Outra situação atípica aconteceu com Júlio Prestes. Eleito presidente deveria ter sucedido Washington Luís. Mas por causa da revolução de 1930, ele nunca chegou a tomar posse. O Brasil teve ainda duas juntas militares no poder. A primeira em 1930 composta pelos generais Augusto Tasso Fragoso e João de Deus Mena Barreto e pelo almirante José Isaias de Noronha. A segunda, convocada as pressas pelos militares por causa da doença grave que fora acometido o presidente Costa e Silva, aconteceu em 1969 e foi constituída pelos generais Aurélio de Lira Tavares, Augusto Rademaker e Márcio de Sousa MeloO Brasil teve entre seus governos presidencialistas algumas situações inusitadas, como por exemplo, dois impeachment – Collor e Dilma -; um pedido de renúncia (Jânio da Silva Quadros, no dia 25 de agosto de 1961); uma fuga e abandono do cargo (João Goulart); duas mortes de presidentes eleitos que não chegaram a tomar posse (Rodrigues Alves, que iria assumir seu segundo mandato e Tancredo Neves). Outra situação atípica aconteceu com Júlio Prestes. Eleito presidente deveria ter sucedido Washington Luís. Mas por causa da revolução de 1930, ele nunca chegou a tomar posse. O Brasil teve ainda duas juntas militares no poder. A primeira em 1930 composta pelos generais Augusto Tasso Fragoso e João de Deus Mena Barreto e pelo almirante José Isaias de Noronha. A segunda, convocada as pressas pelos militares por causa da doença grave que fora acometido o presidente Costa e Silva, aconteceu em 1969 e foi constituída pelos generais Aurélio de Lira Tavares, Augusto Rademaker e Márcio de Sousa Melo.

01 - DEODORO DA FONSECA
02 - FLORIANO PEIXOTO
03 - PRUDENTE DE MORAIS
04 - CAMPOS SALES
1889 – 1891 - Ficou conhecido por ser o primeiro presidente. Ele não foi eleito democraticamente, foi escolhido pelos revolucionários. Liderou o governo provisório que organizou a nova república, preparando as leis principais do país.
1891 – 1894 - Floriano Peixoto sucedeu a Deodoro da Fonseca quando este se demitiu. Ele também não foi eleito pelo voto popular mas ajudou a estabilizar um pouco o país, que estava em um estado caótico depois da revolução.
1894-1898 - Prudente era prudente. Foi o primeiro presidente eleito pelo povo brasileiro e também o primeiro que não era militar. Ele diminuiu o poder do exército no governo e usava a diplomacia em vez da guerra para resolver conflitos.
1898-1902 - O foco principal deste presidente era a estabilidade. Ele negociou com os bancos ingleses para mudar o pagamento da grande dívida externa do Brasil. Também fez Também fez outros esforços para tirar o país da crise econômica.
05 - RODRIGUES ALVES
06 - AFFONSO PENNA
07 - NILO PEÇANHA
08 - HERMES DA FONSECA
1902-1906 - Enfrentou algumas revoltas mas teve bastante sucesso como presidente. Ele organizou grandes obras na cidade de Rio de Janeiro e desfrutou de uma economia forte. Foi no seu mandato que o Acre se tornou parte do Brasil.
1906-1909 - Affonso Penna organizou a construção de vários caminhos de ferro, que facilitaram o transporte dentro do país. Também apoiou a povoação do país, com a ajuda da imigração. Antes foi governador de Minas Gerais.
1909-1910 - Nilo Peçanha assumiu a presidência quando Affonso Penna morreu. Seu governo foi curto e marcado por instabilidade política, mas ele ainda conseguiu criar o Serviço de Proteção aos Índios (antecessor da Funai).
1910-1914 - O governo de Hermes da Fonseca foi marcado por várias revoltas civis e militares. Ele também enfrentou problemas econômicos e teve de renegociar a dívida externa. Foi em seu governo a Revolta da Chibata, feita pelos marinheiros.
09 - VESCESLAU BRAZ
10 - DELFIM MOREIRA
11 - EPITACIO PESSOA
12 - ARTUR BERNARDES
1914-1918 - Venceslau Braz enfrentou vários conflitos durante seu mandato, que coincidiu com a 1ª Guerra Mundial. Mas os conflitos mais complicados que ele teve de resolver foram entre militares e entre estados brasileiros.
1918-1919 - Delfim Moreira assumiu o cargo de presidente apenas temporariamente, até se realizarem novas eleições. Ainda assim realizou algumas reformas no Código Civil. Seu pai era português, nascido em Vila do Conde, distrito do Porto.
1919-1922 - Quando ganhou as para presidente, ele estava em França, participando do Tratado de Versalhes, que terminou a 1ª Guerra Mundial. Epitácio tentou melhorar a situação do povo no Nordeste, que sofria com a falta de água.
1922-1926 - O mandato de Artur Bernardes foi marcado por uma guerra civil em Rio Grande do Sul e revoltas militares. Foi também durante seu governo que o Brasil saiu da Liga das Nações, que deu origem a Organização das Nações Unidas.
13 - WASHINGTON LUIZ
14 - GETULIO VARGAS
15 - JOSE LINHARES
16 - EURICO GASPAR DUTRA
1926-1930 - Washington Luís construiu várias estradas que facilitaram a circulação dentro do país. Seu mandato começou bem mas acabou em uma revolução. Foi o último presidente da era conhecida como a República Velha e enfrentou a crise do café.
1930-1945 - Getúlio Vargas foi o presidente que esteve mais tempo no poder. Ele tomou o poder através da revolução de 1930 e dentro de poucos anos se assumiu como ditador do país, reprimindo a oposição. Ele mudou a Constituição e criou o Estado Novo.
1945-1946 - José Linhares foi presidente durante apenas 3 meses, entre a queda de Getúlio Vargas e a eleição de Eurico Gaspar Dutra. Ele ficou conhecido por colocar muitas pessoas de sua família no governo, inaugurando o vício do nepotismo oficial na República.
1946-1951 – Com o apoio de Vargas, ele foi o primeiro presidente eleito no Brasil e atuou forte em desenvolver as infra-instrutoras essenciais que o país precisava. A primeira Copa realizada no Brasil aconteceu durante seu governo, no ano de 1950.
17 - GETULIO VARGAS
18 - CAFÉ FILHO
19 - CARLOS LUZ
20 - NEREU RAMOS
1951-1954 - Apesar de ter sido ditador, era muito popular e conseguiu ser eleito. Porém seu governo foi marcado por muita controvérsia e muita pressão para se demitir. A era Vargas terminou abruptamente quando ele se suicidou, em 1954.
1954-1955 - Café Filho tinha sido vice-presidente e sucedeu Getúlio Vargas até a realização de novas eleições. Nesse tempo era simultaneamente presidente do Senado Federal. Seu governo durou pouco porque ficou doente e teve de ser afastado.
1955 - 1955 - Carlos Luz foi o presidente que durou menos tempo no governo: apenas 3 dias. Ele foi forçado a deixar o posto por suspeita de não querer entregar o governo ao novo presidente eleito democraticamente, no caso, Juscelino Kubitschek.
1955-1956 - Nereu Ramos foi presidente durante menos de 3 meses, até a tomada de posse de Juscelino Kubitschek. Seu governo curto foi marcado pela instabilidade política e o caos que se implantou no país por causa do suicídio de Vargas e o caos que se formou.
21 - JUSCELINO KUBITSCHEK
22 - JANIO QUADROS
23 - RANIER1 MAZILLI
24 - JOAO GOULART
1956-1961 - Juscelino Kubitschek de Oliveira apostou muito no fortalecimento da economia do Brasil. Ele fez inúmeros investimentos mas também acumulou muitas dívidas. Porém, o maior dos feitos do seu governo foi a construção de Brasília.
1961 – 1961 – Este herdou uma grave crise econômica que não conseguiu resolver. Por causa de sua atuação na Guerra Fria, negociando com capitalistas e comunistas, foi acusado de apoiar o comunismo. Sem apoio, se demitiu 7 meses depois.
1961- 1961 - Advogado, jornalista e político, foi presidente do Brasil em dois momentos na década de 60. Primeiro, após a renúncia de Jânio Quadros. Depois no lugar do então vice João Goulart, que estava em visita oficial à China.
1961-1964 – Teve um governo marcado por muita instabilidade política e econômica. Seus planos de reforma do país não deram certo. Acusado de tentar criar um regime comunista no Brasil, fugiu do país após a Revolução Militar de 1964.
25 - RANIERI MAZILLI
26 - CASTELO BRANCO
27 - COSTA E SILVA
28 - GARRASTAZU MEDICI
1964 – 1964 - Mais uma vez, Paschoal Ranieri Mazzilli assumiu a presidência da República do Brasil. Desta vez, também por 13 dias, enquanto a nova ditadura militar que assumira os destinos do país, escolhia um nome para presidente.
1964-1967 - O governo de Castelo Branco marcou o início da ditadura militar no Brasil, que durou até 1985. Ele mudou a Constituição, fechou o Congresso Nacional, instaurou a censura à imprensa e aboliu todos os partidos políticos.
1967-1969 - Aumentou a repressão à oposição e concentrou mais poderes. Reduziu ainda mais a democracia retirando direitos de quem fosse uma ameaça ao país. A presidência terminou quando ele teve um derrame cerebral.
1969-1974 - O governo de Médici ficou conhecido pelo “milagre brasileiro”. A economia do país cresceu muito e as condições de vida da população melhoraram. Mas também foi marcado pela repressão violenta e a tortura.
29 - ERNESTO GEISEL
30 - JOÃO FIGUEIREDO
31 - JOSÉ SARNEY
32 - FERNANDO COLLOR
1974-1979 - Geisel prometia, aos poucos, tornar o Brasil mais democrático. Mas, apesar disso, ele continuou a reprimir a oposição e gerar escândalo. Suas políticas evitaram o colapso da economia, mas deixaram o país com grandes dívidas.
1979-1985 – Último presidente do regime militar, João Baptista de Oliveira Figueiredo marcou a volta da democracia. Permitiu a existência de mais partidos e eleições livres. Seu governo também modernizou muito a agricultura do país.
1985-1990 – Vice de Tancredo Neves tomou posse e governou em seu lugar. Restabeleceu a democracia, aprovou nova Constituição, promoveu eleições diretas e acabou com a repressão política. Perdeu para a inflação.
1990 -1992 – Como presidente mais jovem do Brasil, Fernando Collor de Melo teve uma gestão marcada por políticas econômicas controversas, que não conseguiram travar a inflação. Em 1992, por corrupção, sofreu um impeachment.
33 - ITAMAR FRANCO
34 - FERNANDO HENRIQUE
35 - LULA DA SILVA
36 - DILMA RUSSELF
1992-1995 - Sendo o vice-presidente, Itamar Franco assumiu a presidência quando Collor de Mello foi afastado. Depois de algumas tentativas falhadas para restaurar a economia, ele criou o Plano Real, que resolveu a crise de inflação.
1995-2003 – FHC foi o primeiro presidente a servir por dois turnos seguidos. Ele continuou com o Plano Real, que estabilizou a economia. Mais tarde enfrentou outra crise econômica. Seu governo foi marcado por privatizações.
2003-2011 - Enquanto presidente, Lula era muito popular e conseguiu ser eleito duas vezes. Suas políticas diminuíram a pobreza e a desigualdade no país e conseguiram manter a economia estável. Mas foi acusado de corrupção.
2011-2016 – Eleita duas vezes, foi à primeira mulher a se tornar presidente do Brasil. Com a crise, perdeu popularidade. Organizou a Copa do mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Foi afastada por um processo de impeachment.
37 - MICHEL TEMER
38 - JAIR BOLSONARO
   
 
2016-2019 – Vice de Dilma, assumiu o poder quando ela foi afastada. Embora acusado de corrupção, seu governo foi marcado pela Operação Lava Jato, uma investigação em grande escala sobre corrupção entre os políticos brasileiros.
2019 – Atual ocupante do Palácio do Planalto, Jair Messias Bolsonaro se tornou popular por causa de seu discurso radical contra a corrupção e a criminalidade crescentes no Brasil. Tem a difícil missa de recuperar a economia brasileira.