Hoje terça-feira, 15 de junho de 2021, dia do Paleontólogo; dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa # Ontem pela Copa América dois jogos: Argentina e Chile empataram em 1x1 e o Paraguai ganhou da Bolívia de 3x1,
presidentesdobrasil osvaldo rocha granel quimica mandacaru
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Amigos da Marinha
Fotos & Imagens
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Consócio Alumar
Itaqui
 Site da Antaq
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Concursos
Prêmio Smart
Escoteiros em Foco
Cais do Jeep
Seminário Landlord
Dia da MULHER

Osvaldo Rocha
Comandante RAMOS
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

José Clementino
Elson Burity
 Bento Moreira Lima

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 Escoteiros em foco
 Nosso Papai Noel
 São Luis 408 anos
 Copa América 2019
 Cais do JEEP
 O Trem da Vale
Museu da Soamar
Presidentes do Brasil
Farol de Mandacaru
TV no Brasil: 70 anos
Hinos do Brasil

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Ferrovia Norte-Sul investe em procedimentos e ganha mais eficiência na operação
Com aumento de limite de velocidade, ganho de capacidade total do sistema chega a 100 mil/t de grãos mês


Desde que assumiu a Ferrovia Norte-Sul, a VLI - empresa responsável pela circulação ferroviária entre Maranhão e Tocantins e pelo Terminal Portuário São Luís – investe na eficiência dos seus trens para aperfeiçoar a operação e tornar-se referência na logística brasileira. Como parte dessa estratégia, a companhia aumentou o limite de velocidade das composições que percorrem a Ferrovia Norte-Sul. A medida visa melhorar a performance logística, reduzindo o tempo do transporte de cargas e ampliando a capacidade.

De acordo com o gerente de Planejamento e Execução de Produção da VLI, Thiago Vinicius Lima, o ganho em rendimento total do sistema, após as aplicações em eficiência e ativos, foi de cerca de 100 mil toneladas de grãos por mês. "Os investimentos possibilitaram atender a uma demanda de transporte 20% superior nos meses de maior volume sem precisar da aquisição de vagões e locomotivas", explica. Ainda segundo Lima, o acréscimo em velocidade também diminui custos com combustível e minimiza a necessidade de manutenção dos rodantes.

O Corredor Norte-Sul transporta, atualmente, grãos de milho, soja, farelo de sol, celulose, combustíveis, ferro gusa, manganês e escória de ferro. Com o aumento de velocidade e melhorias no processo, o ciclo do vagão foi reduzido em aproximadamente duas horas, dando agilidade ao transporte, fatores determinantes para o setor logístico brasileiro. Isso traz mais disponibilidade e confiabilidade para a via com total segurança operacional e da equipe.

Para viabilizar o desenvolvimento da matriz ferroviária no Norte do país, apenas nos últimos cinco anos, a VLI realizou um investimento de R$ 997,6 milhões no trecho. Esse aporte faz parte de um planejamento regular com a alocação de recursos em manutenção e modernização dos ativos operacionais, além de projetos de meio ambiente, saúde e segurança. Para o próximo triênio, estão previstos cerca de R$ 700 milhões em novas aplicações.

Segurança - Antes de realizar o aumento da velocidade média de 50 km/h para 62 km/h no trecho Imperatriz a Porto Franco com 108 km de extensão, a VLI realizou seis meses de estudos e testes. "Utilizamos o simulador de trens que simula os esforços e a velocidade da composição e nos certificamos através do equipamento que o aumento era favorável e totalmente seguro", explica o Gente de Via Permanente do Centro-Norte, Marcelo Tirone. Ele enfatiza que a velocidade das composições em perímetro urbano não foi alterada, também em respeito à segurança das comunidades locais.

Com a ampliação dos investimentos e planos de manutenção mais eficientes na Ferrovia Norte-Sul nos últimos anos, a operação vem transcorrendo de forma plenamente segura, com as passagens de nível sinalizadas e com todos os cuidados necessários para estabelecer uma cultura de resguardo nas áreas urbanas por onde a ela passa. De acordo com o supervisor de Operação Ferroviária, Anilton de Lima Arruda, nos perímetros urbanos onde a ferrovia passa, foram instaladas câmeras que verificam as condições de segurança. Antes de o trem chegar nas áreas, o Centro de Controle das Câmeras faz um contato via rádio com o maquinista para avisar que é possível passar com a composição. "Além disso, a Segurança Patrimonial faz uma patrulha presencial antecedendo a passagem do trem. Se houver alguém, a equipe avisa o condutor e retira a pessoa do local", explica Arruda.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: W Comunicação
Data da Notí£©a: 01/06/2021

Untitled