Hoje terça-feira, 15 de junho de 2021, dia do Paleontólogo; dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa # Ontem pela Copa América dois jogos: Argentina e Chile empataram em 1x1 e o Paraguai ganhou da Bolívia de 3x1,
propaganda1 granel quimica servimar engenharia pilatesana
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Amigos da Marinha
Fotos & Imagens
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Consócio Alumar
Itaqui
 Site da Antaq
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Concursos
Prêmio Smart
Escoteiros em Foco
Cais do Jeep
Seminário Landlord
Dia da MULHER

Osvaldo Rocha
Comandante RAMOS
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

José Clementino
Elson Burity
 Bento Moreira Lima

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 Escoteiros em foco
 Nosso Papai Noel
 São Luis 408 anos
 Copa América 2019
 Cais do JEEP
 O Trem da Vale
Museu da Soamar
Presidentes do Brasil
Farol de Mandacaru
TV no Brasil: 70 anos
Hinos do Brasil

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Navio entra em quarentena no Maranhão após tripulantes testarem positivo para Covid-19
Subiu para 15 tripulantes do Shandong infectados, três deles internados em hospital de São Luís


Navio em quarentena na Zona de Fundeio
O Instituto Evandro Chagas ainda confirmará se a infecção foi causada ou não pela variante indiana do coronavírus, considerada mais transmissível do que a original. Depois de uma testagem em massa dos tripulantes dois outros tripulantes foram considerados positivos e e estão igualmente internado no UDI Hospital, um dos centros de referência em tratamento de pacientes covid na capital maranhense. Com o fim da testagem geral, o número de positivos subiu para 15, mas apenas três estão hospitalizados. Os demais isolados em cabines e de quarentena na própria embarcação.

Segundo NOTA OFICIAL distribuída pela Anvisa e Secretaria de Saúde do Maranhão, o tripulante indiano, de 54 anos, começou a apresentar sintomas no último dia 4, mas só foi internado no último dia 13 de maio. Considerando o tempo de viagem estimado de 40 dias entre a origem e o destino do navio, no caso África do Sul e Maranhão, fica a pergunta onde de fato ocorreu a contaminação, considerando as duas semanas críticas para manifestação do vírus.

O navio MV Shandong Da Zhi, que está ancorado na Zona de Fundeio do Maranhão, foi posto em quarentena pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) neste sábado, 15. Segundo nota divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde, a decisão foi tomada após um tripulante da embarcação, um indiano de 54 anos, ser diagnosticado com Covid-19 através de um exame RT-PCR e dar entrada em um hospital da rede privada de São Luís. Apesar de ter começado a apresentar sintomas no dia 4 de maio, ele só foi removido no navio no dia 13 de maio por meio de um helicóptero. Ainda não se sabe se a infecção foi causada pela variante indiana do coronavírus, que médicos e cientistas afirmam ter maior capacidade de transmissão do que a versão original. Porém, a amostra coletada durante já foi enviada para o Instituto Evandro Chagas, responsável por realizar o sequenciamento do genoma e confirmar se trata-se da nova variante.

Além disso, toda a tripulação já passou por exames e foi posta de quarentena em cabines isoladas numa forma de contenção do vírus caso se confirme a ferocidade da variante em análise. Foram feitos exames RT-PCR, os únicos capazes de detectar os doentes ativos, ou seja, que estão em situação de transmitir o vírus. Nesta semana, o governo do presidente Jair Bolsonaro decidiu proibir voos internacionais com origem ou passagem pela Índia, país que enfrenta recordes nos números de casos e mortes por Covid-19. A proibição se soma a restrições da mesma natureza relativa a voos do Reino Unido, Irlanda do Norte e África do Sul.

A cepa de coronavírus relacionada ao caso ainda não foi confirmada. Médicos e cientistas, no entanto, têm demonstrado preocupação com a possível chegada da variante B.1617, originada na Índia e ainda sem registro no Brasil, que teria capacidade de transmissão maior do que a cepa original do vírus.

Segundo o governo do Maranhão, o diagnóstico do tripulante foi atestado por exame PCR. A amostra coletada também deve ser enviada depois para o Instituto Evandro Chagas, responsável por realizar o sequenciamento do genoma e confirmar se, de fato, se trata da nova variante.

Ainda de acordo com a nota, a secretaria foi notificada pela agência nacional para "seguir as exigências de protocolo sanitário" e "realizar coleta de exame de PCR em toda a tripulação, o que já foi feito e encontrado dois outros tripulantes considerados ativos e já internados em São Luís.

"Em relação ao primeiro paciente internado, o relatório médico registra que o homem de 54 anos, de nacionalidade indiana, começou a ter sinais e sintomas no dia 4 de maio, apresentando febre", afirma o comunicado. "Procedimentos médicos foram realizados previamente à sua remoção para o hospital, no dia 13 de maio, mas os sintomas persistiram. A remoção do paciente foi realizada por meio de helicóptero por determinação médica."

"Os outros tripulantes cumprem o protocolo de isolamento sanitário na embarcação. Todos foram submetidos a testes moleculares no dia 15/05, que resultaram em mais dois casos positivos. Estes dois tripulantes permanecem isolados em suas cabines individuais e já foram encaminhados para tratamento em unidade hospitalar. Todas as amostras foram encaminhadas para sequenciamento genômico", disse a Anvisa, em nota.

Ainda de acordo com a agência, a embarcação tem 24 tripulantes, todos de nacionalidade indiana. "A MV SHANDONG DA ZHI, que navega sob a bandeira de Hong Kong, partiu da África do Sul no dia 21/04. A graneleira, que transporta minério de ferro, chegou ao Maranhão no dia 08/05, ficando fundeada na baía de São Marco até a presente data. Enquanto perdurar o isolamento, a MV SHANDONG DA ZHI permanece impedida de operar e desatracar", conclui a nota da Anvisa.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Redação/Anisa/Governo do Maranhão
Data da Notí£©a: 17/05/2021

Untitled