Hoje é 13 de agosto de 2020, dia do Economista # Depois de sofrer a segunda derrota consecutiva, desta vez para o Atlético Goianiense por 3x0, o Flamengo ocupa até então inédita posição de lanterna do Brasileirão.
Papai Noel presidentesdobrasil osvaldo rocha granel quimica
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Concursos
Prêmio Smart
Escoteiros em Foco
Cais do Jeep
Seminário Landlord

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

José Clementino
Elson Burity
 Bento Moreira Lima

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 Escoteiros em foco
 Nosso Papai Noel
 São Luis 406 anos
 Copa América 2019
 Cais do JEEP
 O Trem da Vale
Museu da Soamar
Presidentes do Brasil
Farol de Mandacaru

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Obras no Hospital da Ilha, com capacidade de 400 leitos, chegam a 40% de execução
Com atendimento ambulatorial e emergêncial, o HC será uma referência na área de saúde do Maranhão


O Hospital da Ilha, a maior obra da saúde já feita no Maranhão, continua com a construção a todo vapor. Coordenada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura, as obras de construção do novo Hospital da Ilha, localizado na Av. São Luís Rei de França, na capital, avançam e já passam dos 40% de execução do projeto. “Esse é o maior programa de expansão na área da saúde na história do Maranhão. Neste caso, essa é maior obra do estado com mais de 200 leitos nessa fase inicial, expansão para chegar a 400 leitos. Com uma estrutura moderna, será totalmente equipado, para funcionar como Hospital de Urgência e Emergência, atendendo ao desejo antigo de toda a região metropolitana da Ilha. Estamos empenhados e determinados para que em breve seja entregue mais esse equipamento público de altíssima qualidade à população do nosso estado”, afirmou o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto.

Como uma obra de grande porte, a construção é feita por blocos e etapas. Nesta etapa, os serviços atualmente estão concentrados no término de execução de alvenaria dos blocos A e E, já avançando para a impermeabilização do piso da cobertura e a abertura da calha. Alguns blocos como o D e o E, já estão mais avançados, com a execução das instalações elétricas e hidráulicas juntamente com o reboco e o revestimento cerâmico. Segundo o gerente de contrato do Hospital da Ilha, Lauro Campos, a obra está em ritmo avançado. “As instalações internas já estão em andamento, estamos começando a parte de cabeamento e os equipamentos pesados como ar condicionado e transformador estão chegando na obra” disse. Isso mostra o ritmo progressivo dos trabalhos.

Ao todo, 255 pessoas estão trabalhando para o mais rápido possível, dentro de todas as normas de segurança vigentes por causa do novo coronavírus, entregarem mais esse equipamento a saúde pública maranhense. Os investimentos na construção deste hospital já chegam a R$ 195 milhões, o que garantirá aos maranhenses um equipamento de ponta com tratamentos especializados, inclusive de queimados, o primeiro do estado.
Sobre o hospital - O Hospital da Ilha vai contar com atendimento de urgência e emergência adulto e pediátrico, nove centros cirúrgicos, UTIs, Unidade de Tratamento de Queimados, laboratórios, setor de hemodiálise, tomografia, oito elevadores (sendo cinco exclusivos para maca e pacientes), além de auditório, amplo estacionamento e um heliporto.

Na primeira etapa, serão entregues 212 leitos, distribuídos em sete blocos de atendimentos; na segunda etapa, serão totalizados aproximados 400 leitos de internação e Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Somente durante este período de pandemia, o Governo do Maranhão já realizou dezenas de entregas de obras da saúde. Foram mais de um novo hospital a cada dez dias. Cidades polo como Viana, Santa Luzia do Paruá, Lago da Pedra e Chapadinha, receberam unidades de saúde macrorregionais que ficarão como legado após o período pandêmico.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Secom/MA
Data da Notí£©a: 20/07/2020

Untitled