Hoje é 13 de agosto de 2020, dia do Economista # Depois de sofrer a segunda derrota consecutiva, desta vez para o Atlético Goianiense por 3x0, o Flamengo ocupa até então inédita posição de lanterna do Brasileirão.
granel quimica cargas e cais osvaldo rocha propaganda2
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Concursos
Prêmio Smart
Escoteiros em Foco
Cais do Jeep
Seminário Landlord

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

José Clementino
Elson Burity
 Bento Moreira Lima

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 Escoteiros em foco
 Nosso Papai Noel
 São Luis 406 anos
 Copa América 2019
 Cais do JEEP
 O Trem da Vale
Museu da Soamar
Presidentes do Brasil
Farol de Mandacaru

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Vale investe em pesquisa genética para ajudar na busca por vacinas e remédios contra o coronavírus
A mineradora está investindo 2,4 milhões de reais neste projeto em parceria com o Labotório da Fiocruz


imagem de pesquisadora do ITV
A Vale, por  meio do Instituto Tecnológico Vale (ITV), irá realizar, em parceria com a Fiocruz, o mais amplo estudo de seqüenciamento de genoma do novo coronavírus (Sars-CoV-2) até então desenvolvido no país. Serão coletadas pelo menos mil amostras do vírus que provoca a Covid-19, cujo combate se tornou o maior desafio da humanidade. O objetivo é produzir conhecimento na busca por vacinas, medicamentos para reduzir o impacto da doença; promover estudos epidemiológicos; correlacionar as variações genéticas do vírus com a história clínica da doença e desenvolver testes diagnósticos mais precisos. Serão investidos R$ 2,4 milhões pela Vale na pesquisa, a ser desenvolvida em dois anos, e iniciadas no mês de junho.

As amostras estão sendo fornecidas por centros de coletas espalhados por todos os estados brasileiros. Para se ter a dimensão do trabalho, até maio, no Brasil, foram seqüenciadas apenas 290 amostras do Sars-CoV-2, das quais apenas 157 são consideradas de alta qualidade. Existem outros esforços em andamento com seqüência ainda não disponibilizadas. Isto ainda é muito pouco diante da necessidade de entender a variabilidade genética (mutação) que o vírus apresentou no país, o que lhe dá uma identidade única. Os trabalhos, em conjunto, contribuirão um conhecimento científico importante para o país. No mundo, há 35 mil genomas já seqüenciados com alta qualidade, que representam as características do vírus que circulou nas regiões onde foram coletados.

"Precisamos compreender o 'DNA brasileiro' do Sars-CoV-2, descobrir como ele se espalhou pelo país, as rotas de transmissão e como as mutações afetam as moléculas-alvo de testes diagnósticos, drogas e vacinas para que essas ferramentas de controle da doença sejam mais eficientes", explica o diretor-científico do Instituto Tecnológico Vale, Guilherme Oliveira. Segundo ele, com um grande número de genomas seqüenciados será possível refinar a pesquisa sobre o comportamento do vírus, considerando a sua variabilidade genética. O mapeamento do genoma permitirá gerar informações que servirão como base para estudos de novos coronavírus que possam surgir no futuro.

Oliveira explica que outro importante objetivo do Projeto Genoma Covid-19 é expandir a rede de pesquisas para o estudo de vírus potenciais causadores de endemias e pandemias na Amazônia, como os arbovírus. "A idéia é, no futuro, fazer também o seqüenciamento genético desses arbovírus e, assim como o do Sars-CoV-2, estudar o seu comportamento na célula, considerando a sua variabilidade genética, para o desenvolvimento de medicamentos e vacinas", afirma. "A idéia desse projeto nasceu das discussões para consolidar uma parceria entre o Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD), da Fiocruz Amazonas, e o ITV para a vigilância de patógenos virais na região norte do país. Posteriormente o projeto tomou uma dimensão nacional com a inclusão de outras unidades da Fiocruz" explica Felipe Naveca, vice-diretor de Pesquisa e Inovação do ILMD.

A pesquisa genética sobre o novo coronavírus envolve diretamente a participação de mais de 50 pesquisadores e bolsistas, vinculados a centros de pesquisa e de bioinformática em Belém, Manaus, Natal, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, além de uma rede de colaboradores espalhados pelo país e no exterior. O ITV colabora com o Projeto Cabano, que reúne especialistas em genômica na América Latina e na Europa, e com o Instituto Europeu de Bioinformática, em Cambridge, na Inglaterra, que mantém um banco de dados abertos, onde as informações sobre o estudo ficarão disponíveis para consulta de pesquisadores do mundo todo.

Referência - O Projeto Genoma Covid-19 é uma das mais importantes iniciativas da história do Instituto Tecnológico Vale, que comemora 10 anos de fundação em 2020. O instituto detém um dos mais avançados laboratórios de seqüenciamento de genoma da América Latina. Em quatro anos, mapeou o genoma de mais de 8 mil espécimes de fauna e flora da região de Carajás. Entre os quais, está o seqüenciamento do genoma do Jaborandi (Pilocarpus microphyllus), cujo princípio ativo é usado em produtos cosméticos e farmacêuticos, como no tratamento ao glaucoma. Entre os quais, está o seqüenciamento do genoma do Jaborandi (Pilocarpus microphyllus), cujo princípio ativo é usado em produtos cosméticos e farmacêuticos, como no tratamento ao glaucoma.

O ITV conta com ampla atuação em pesquisas na Amazônica nas áreas de biodiversidade, genômica de espécies, recuperação de áreas mineradas, fauna e flora cavernícola, mudanças climáticas, entre outras. "O Instituto Tecnológico Vale é um ativo estratégico para a Vale, porque mostra como a empresa está comprometida com o desenvolvimento da Ciência e com a conservação da biodiversidade. E o Projeto Genoma Covid-19 é mais uma prova desse compromisso, afirma o diretor-executivo de Relações Institucionais, Comunicação e Sustentabilidade, Luiz Eduardo Osorio. "O ITV e suas ações são exemplos do novo pacto que a Vale está estabelecendo com a sociedade, mais transparente e responsável."

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Site Vale
Data da Notí£©a: 16/07/2020

Untitled