Hoje é 14 de agosto de 2020, dia do Cardiologista # O circo da fórmula um está de volta neste domingo para mais um gp. Desta vez o grande prêmio da Espanha. Das cinco corridas do ano, Hamilton venceu 3, Bottas 1 e Verstappen 1.
osvaldo rocha orizon supplier Papai Noel propaganda1
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Concursos
Prêmio Smart
Escoteiros em Foco
Cais do Jeep
Seminário Landlord

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

José Clementino
Elson Burity
 Bento Moreira Lima

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 Escoteiros em foco
 Nosso Papai Noel
 São Luis 406 anos
 Copa América 2019
 Cais do JEEP
 O Trem da Vale
Museu da Soamar
Presidentes do Brasil
Farol de Mandacaru

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Porto do Itaqui encerra o ano de 2019 com mais de 25 milhões de toneladas de cargas
Para o ano de 2020 a saga de investimentos continua graças a parceiras como a Operadora Copi, por exemplo


Novo Terminal de Cujupe
O Porto do Itaqui fecha 2019 com mais de 25 milhões de toneladas de cargas movimentadas, volume cerca de 12% acima do que foi registrado em 2018 e celebra os cinco melhores anos de sua história com recordes e um modelo de gestão que é referência em gestão pública no país. O porto público do Maranhão voltou ao top 3 em desempenho ambiental da Antaq e as quatro principais cargas operadas (combustíveis, soja, celulose e fertilizantes) movimentaram R$ 37,5 bilhões nos últimos 12 meses, contribuindo diretamente para o crescimento do PIB do Maranhão e do Brasil. Somente em granéis líquidos (derivados de petróleo, GLP, soda cáustica) foram R$ 12 bilhões, seguidos pela soja, que chegou aos R$ 11,2 bi. As cargas de celulose atingiram a marca de R$ 2,7 bilhões e a importação de fertilizante foi responsável pela movimentação de R$ 1,2 milhões. Esses resultados consolidam a posição do Itaqui no top 3 do Brasil em movimentação de soja e primeiro lugar entre os portos do Arco Norte, além de afirmar seu papel como hub de combustíveis do centro norte do país.

O ano que termina foi marcado também por grandes obras: quatro novos grandes projetos de expansão tiveram os serviços iniciados (2ª fase do Tegram e os terminais de celulose, fertilizantes e granéis líquidos) e quatro novos arrendamentos foram aprovados pelo Governo Federal para granéis líquidos. O Terminal do Cujupe, (foto), foi entregue em setembro, reestruturado com nova e ampla estrutura multimodal, contribuindo para o desenvolvimento de Alcântara (MA), tendo em vista projetos já anunciados, e de toda a Baixada Maranhense. Além da infraestrutura, a EMAP cuidou das pessoas, um trabalho reconhecido com prêmio da ABRH – Associação Brasileira de Recursos Humanos. O Projeto Manguará, programa de inclusão dos vendedores ambulantes, capacitou e tirou da informalidade um grupo de comerciantes, que recebeu boxes equipados para oferecer melhores serviços e aumentar a renda de suas famílias.

CAMINHO DA EXCELÊNCIA - A virada de página na história do Porto do Itaqui começou a partir de janeiro de 2015. De lá para cá a EMAP – Empresa Maranhense de Administração Portuária vem construindo uma trajetória marcada pelos melhores índices em produtividade, lucratividade, saúde e segurança do trabalho, gestão da qualidade e do meio ambiente; um rol de atrativos que inspiram confiança de entes públicos e privados.

Os resultados estão nas certificações (ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 – excelência em gestão da Qualidade e do Meio Ambiente) e na atração de investimentos públicos e privados de mais de R$ 1,5 bilhão em obras de melhorias e ampliação de infraestrutura portuária. Só a EMAP investiu R$ 250 milhões em obras e serviços de manutenção de berços e vias, instalação de sistemas de segurança portuária e tecnologia.

O conjunto de ações focadas em melhoria de processos para assegurar uma empresa economicamente viável, social e ambientalmente responsável conseguiu ampliar uma previsão de lucro de R$ 300 mil para 2015 (orçada pela gestão anterior) para R$ 68 milhões de lucratividade (1.600% maior que o ano anterior) em 12 meses. A margem Ebtida, indicador de geração de caixa, saltou de 0,1% em 2014 para 48,7% em 2015, mantendo-se na faixa dos 49,6% em 2019.

Com a revisão de práticas e contratos, suspensão de bônus ilegais e participação nos resultados condicionada ao alcance de meta financeira a EMAP obteve uma redução de R$ 32 milhões só no primeiro ano. Também houve um processo de abertura do porto para a comunidade, que contabiliza 23 mil visitantes nesses cinco anos e 40 funcionários foram integrados à empresa por meio de concurso público.

AGORA TEM

– Centro de Controle Operacional integrado à infraestrutura de tecnologia da informação com acesso por biometria: o sistema de monitoramento permite acompanhar as operações em tempo real por meio de painel digital (videowall), câmeras, portarias e balanças automatizadas, rádios digitais em estações fixas e móveis, ampliando a área de cobertura. O software de gestão portuária custou o correspondente a 1/5 do que era usado anteriormente.

– Unidade do Corpo de Bombeiros preparada para atender o Porto do Itaqui e toda a comunidade portuária. Também foi criada a Brigada de Incêndio do Porto do Itaqui, formada por funcionários treinados para atuar na prevenção e atendimento básico a emergências.

– Sistema de combate a incêndio moderno, cobrindo toda a linha de cais, é acionado por controle remoto e utiliza água do mar. O segundo maior porto em movimentação de combustíveis do país não contava com recursos de combate a incêndio, o que foi corrigido já em janeiro de 2015, com investimento próprio de R$ 18 milhões.
– Plano de Ajuda Mútua do complexo portuário restabelecido e Plano de Controle de Emergência atualizado, com realização de simulados periódicos em parceria com toda a comunidade portuária.

– Mais dignidade e conforto aos usuários do transporte aquaviário nos terminais. Além do novo Terminal do Cujupe completamente reformulado, o Terminal da Ponta da Espera ganhou área de vivência, nova unidade da Polícia Militar, unidade do Juizado de Menores; e o Cais de São José de Ribamar foi recuperado e urbanizado.

– Melhor infraestrutura portuária: o Berço 108, com obras paralisadas por pendências com o Governo Federal, foi entregue em 2018; o pátios e vias foram pavimentados e um novo pátio para carga geral e contêineres foi construído e equipado com tomadas; e a área primária ganhou um novo sistema de iluminação com novas torres e lâmpadas LED, que reduziram em 50% o consumo de energia elétrica.


AVANÇOS CONTINUAM EM 2020 - A segunda fase do Tegram deve entrar em operação, dobrando a movimentação de grãos. As operações do Terminal de Grãos no Porto do Itaqui são realizadas no berço 103 e a partir de 2020, na 2ª fase, utilizará também o berço 100. Ao final das obras de expansão o terminal terá capacidade para movimentar 14 milhões de toneladas/ano. O arrendamento de quatro novos terminais de combustíveis, no âmbito do PPI (Programa de Parcerias em Investimentos) do Governo Federal, deve ir a leilão ainda no primeiro semestre.  O investimento privado está estimado em R$ 450 milhões, o que vai dobrar a capacidade de armazenamento até 2021.

O novo terminal da COPI – Companhia Operadora Portuária do Itaqui terá a mais moderna infraestrutura do país para esse tipo de operação, com interligação do armazém ao berço 101 do porto, e deve iniciar as operações até o final de 2020. A expectativa é movimentar 3,5 milhões de toneladas de fertilizante/ano, com a logística de movimentação integrada à malha ferroviária da Norte-Sul.

E não é só isso. O Porto do Itaqui vem se preparando para conquistar mais duas certificações internacionais, as ISO 45000, primeira Norma ISO na área de Segurança e Saúde Ocupacional, e a ISO 27000, dedicada à Segurança da Informação. Somadas às já conquistadas ISO 9001:2015 (Qualidade) e ISO 14001:2015 (Meio Ambiente), o porto público do Maranhão será o único do país a ter quatro certificações.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: EMAP
Data da Notí£©a: 30/12/2019

Untitled