Hoje é sexta-feira, 20 de setembro de 2019, dia do Funcionário Municipal, do Baterista e dia do Gaucho # Pela Copa Sul-A,ericana Colón 2x1 Atlético Mineiro # Na Série B Brasil de Pelotas e Figueirense ficaram no empate de 2x2.
humberto gomes propaganda2 cargas e cais orizon supplier
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Concursos
Prêmio Smart
Escoteiros em Foco
Cais do Jeep
Seminário Landlord

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

José Clementino
Elson Burity
 Bento Moreira Lima

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 Escoteiros em foco
 Nosso Papai Noel
 São Luis 406 anos
 Copa América 2019
 Cais do JEEP
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











DNIT consegue, na Justiça, que empresas realizem obras de recuperação na BR-135/MA
Decisão da Advogacia Geral da União prevê multa diária de R$ 20 mil em caso de atraso no início do serviço


Multa para reparar o mal feito
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) conseguiu, por meio de uma decisão judicial da Advocacia-Geral da União (AGU), na semana passada, obrigar que duas empresas realizem obras de recuperação em um trecho da duplicação da BR-135(Rodovia Transbrasiliana), no Maranhão.

As empresas, integrantes do Consórcio Serveng/Aterpa, ajuizaram ação para impedir que a Autarquia desse prosseguimento a qualquer medida que obrigasse o consórcio a reparar a pavimentação da rodovia em razão de defeitos, como recalques e trincas.

A AGU, por meio da Procuradoria Federal no Estado do Maranhão (PF/MA) e da Procuradoria Federal Especializada junto ao DNIT (PFE/DNIT), contestou o pedido. As unidades ressaltaram que o consórcio tem a obrigação de reparar o pavimento da BR-135/MA, no trecho entre os quilômetros 25 e 51,3, uma vez que ele apresentou degradação com cerca de três meses.

A obra na Rodovia Transbrasiliana é de grande utilidade pública, uma vez que a BR-135/MA é a única rodovia de acesso à ilha de São Luís, além de gerar muita expectativa na população local, tendo em vista o alto índice de acidentes observado no local nos últimos anos.

Multa - A 6ª Vara Federal do Maranhão acatou os argumentos da AGU e determinou que as duas empresas realizem as obras de recuperação do trecho defeituoso da BR-153, em um prazo de cinco dias a contar da intimação, sob pena de multa diária de R$ 20 mil.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Assessoria Denit
Data da Notí£©a: 27/05/2019

Untitled