Hoje é sábado, 18 de agosto de 2018, dia da Revolução Cultural; dia do Estagiário; dia Mundial da Libertação Humana # Hoje tem Sampaio Corrêa x Guarani de Campinas, no Castelão, com o time maranhense buscando a vitória para sair da zona do rebaixamento.
internacional maritima propaganda1 humberto gomes cargas e cais
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Empresas
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

Noticias
 Legislação

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 BP Changri-lá
 Nosso Papai Noel
 São Luis 405 anos
 Copa 2014
 C. Confederações
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Petrobras tem lucro de R$ 10,07 bilhões no 2º trimestre, avanço de 45% ao ano
Com a maior rentabilidade na venda do petróleo, a empressa obteve uma geração de caixa de R$ 55,8 bilhões,


No 1º semestre, ganho alcança R$ 17 bilhões, o melhor resultado semestral desde 2011
RIO - A Petrobras registrou lucro líquido de R$10,072 bilhões no segundo trimestre deste ano. O resultado representa um ganho bem superior ao resultado do segundo trimestre do ano passado, quando ficou em R$ 316 milhões. Foi o melhor resultado desde o segundo trimestre de 2011. Ficou ainda acima do esperado pelo mercado, que projetava ganhos entre R$ 5 bi e R$6,5 bilhões. Assim, no primeiro semestre deste ano, a estatal obteve lucro líquido de R$17,033 bilhões, uma alta de 257% ante os R$4,765 bilhões. É o melhor resultado desde o primeiro semestre desde 2011.

A receita de vendas somou R$ 158,8 bilhões no primeiro semestre deste ano, 17% maior que os R$ 135,3 bilhões no primeiro semestre do ano passado. Já os investimentos caíram 8% no semestre, para R$21,2 bilhões. Para o presidente da empresa, Ivan Monteiro, foi um resultado marcado pela disciplina financeira. “O lucro veio bastante forte e é o maior desde 2011. Vale lembrar que em 2011 a referência do Brent era muito superior ao nível de hoje. Estamos acelerando o pré-pagamento de dívidas com a expectativa de aumento de juros no mercado internacional. Vamos atingir a métrica de 2,5 vezes a relação entre a dívida líquida e a geração de caixa operacional ao fim de 2018”, disse Monteiro.

Para ele, a expectativa é receber mais US$ 2 bilhões este ano com a venda de ativos. “Estamos acelerando os investimentos neste segundo semestre. Vai ficar abaixo do anunciado no início do ano, mas em linha com o plano de negócios”.
MARGENS MAIORES - Segundo a Petrobras, o aumento do lucro foi possível devido às maiores margens de petróleo, com o avanço da cotação no mercado internacional. Esse avanço compensou a queda no volume de combustíveis no Brasil. Ajudou no resultado ainda a renegociação das dívidas da Eletrobrás, o que compensou o aumento do dólar, que impactou negativamente o pagamento da ação coletiva.

As vendas gerais da Petrobras caíram 7% no semestre, para 3,1 milhões de barris por dia, em relação ao mesmo período do ano passado. A produção total da companhia caiu 4% no semestre, para 2,6 milhões de barris por dia. Já o preço do Brent no mercado internacional obteve alta de 40%, para US$63,07, em relação ao primeiro semestre do ano passado.

Com a maior rentabilidade na venda do petróleo, a Petrobras obteve uma geração de caixa operacional, medida pelo Ebitda, de R$ 55,8bilhões, alta de 26% em relação ao primeiro semestre de 2017. O valor de mercado da companhia chegou a R$ 240,8 bilhões no fim do junho, avanço de 44%. A companhia informou ainda que houve uma entrada de US$ 5 bilhões no caixa com os desinvestimentos. Isso ajudou a reduzir a dívida. A dívida total da companhia chegou ao fim do junho em R$353,6 bilhões, queda de 2% em relação ao fim de dezembro.

Com a redução da dívida, a Petrobras reduziu as despesas financeiras em R$1,6 bilhão no semestre e alongou o perfil de vencimento da dívida, que passou de 8,62 para 9,11 anos. Já a taxa de juros se manteve em 6%. A Petrobras informou ainda que, de acordo com sua política de preços, a sua participação nas vendas do diesel subiu de 74% para 87% entre junho do ano passado e junho deste ano. Na gasolina houve alta de 83% para 85% no mesmo período.

Com o lucro registrado, a companhia vai antecipar aos acionistas na forma de juros sobre capital próprio de R$0,05 por ação para todas as classes de ações. O pagamento, no valor de R$652,2 milhões, será feito no dia 23 de agosto. Com isso, a companhia já distribuiu aos acionistas R$ 1,3 bilhão. Para o diretor financeiro da estatal, Rafael Grisola, afirmou que o lucro subiu por conta da maior cotação do petróleo, as maiores margens das exportações e das vendas no mercado interno, além das menores despesas gerais e administrativas.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: O Globo/Agência Brasil
Data da Notí£©a: 03/08/2018

Untitled