Hoje é terça-feira, 16 de outubro de 2018, dia da Ciência e Tecnologia; dia do Anestesiologista e dia Mundial da Alimentação # Ontem completando a rodada do Brasileirão, Ceará e Botafogo não sairam do 0x0 # Hoje, às tres da tarde, tem o amistoso entre Brasil x Argentina.
humberto gomes jose oliveira propaganda2 orizon supplier
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Empresas
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

Noticias
 Legislação

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 BP Changri-lá
 Nosso Papai Noel
 São Luis 406 anos
 Copa 2014
 C. Confederações
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Capitania dos Portos do Estado do Maranhão completa 172 anos de história
Na Ordem do Dia o CMG Dutra destacou a bravura de marinheiros em defender os valores do mar e do Brasil


Comandante Dutra, durante o evento
Com a Ordem do Dia do Capitão dos Portos do Estado do Maranhão, CMG Marcio Ramalho Dutra e Mello, e na presença de centenas de convidados, a Capitania dos Portos do Maranhão comemorou, na manhã do dia 27 de agosto, o seu centésimo septuagésimo segundo aniversário. Na mensagem, o Comandante Dutra destacou que “Comemoramos hoje 172 anos de criação da nossa Capitania.

Neste momento de júbilo faz-se necessário lembrarmos nossa história, os feitos recentes e descortinarmos o que o futuro pode nos reservar, em pleno alinhamento com as atividades marítimas, fluviais e portuárias, cada vez mais complexas. Nosso estado sempre teve vocação para o mar. O Golfão Maranhense, possuidor de grandes profundidades naturais, centrado na então Ilha de Upaon-Açu, assim chamada pelos índios tupinambás, desde o início do século XVI vem sendo explorada por navegadores europeus, em especial Portugueses, Franceses e Holandeses”.

A solenidade prosseguiu com a execução do Hino Nacional Brasileiro pela Banda de Música do Exército, sob a batuta do Tenente Adalberto, e uma sucessão de homenagens feitas a pessoas que exercem relevantes posturas de apoio e de parceria ao Comando da Marinha no Estado do Maranhão. A primeira homenagem coube ao servidor Alexei Corrêa Mendes, pelos dez anos de serviços prestados a Engeprom, que teve a medalha imposta pelo próprio Capitão dos Portos.

Em seguida foi a vez da entrega de Diplomas e Medalhas de Amigo da CPMA, uma comenda que tem por missão distinguir as personalidades que constantemente apoiam as atividades da capitania, contribuindo com sua missão. Foram agraciadas as seguintes personalidades:

- Najla Buhatem Maluf – Representada pelo Desembargador Jorge Rachid.
- Orson Antônio Feres Moraes Rêgo
- Coronel Luciano Valentim Rechiuti
- Coronel Jorge Allen Guerra Luongo
- Coronel Célio Roberto Pinto de Araújo
- Procurador da União (Dr) Fabricio Santos Dias – Representado pela Dra. Renata Magalhães
- Coronel Ismael de Souza Fonseca
- Capitão de Mar Guerra Carlos Eduardo Brandao de Albuquerque Alves
- Capitão de Mar Guerra Evandro José Souza Rangel
- Tenente Coronel Marcos Vinícius Soares Guimarães de Oliveira
- Major Carlos Alexandre da Silva Neto
- Major William Barcelos Tavares
- Capitão Cláudio Nogueira da Silva
- Jorge Afonso Quagliani Pereira
- Josivaldo Freire Reis
- Nilo Alberto Monteiro Carvalho
- Nemésio Brandão Neves
- Noel Pereira Magioli
- Ruben Omar Rovira Mungay  
- Silvio Lúcio de Oliveira Aguiar
- Mauro Roberto Souza da Silva
- Carlos Guterres Moreira
- José Clementino da Silva Júnior
- Mário Magalhães
- Clodomir Aprígio Furtado Júnior
- Augusto César Magalhães

Antes do encerramento oficial da solenidade, e do coquetel, o Comandante Dutra fez uso da palavra, agradeceu aos presentes, fez menção aos agraciados, lembrou que os 172 anos representa um marco para o nosso Estado e que a data da assinatura do Decreto de sua criação, 28 de julho, não fora escolhida por acaso. “Trata-se de uma homenagem ao Estado do Maranhão que, 23 anos antes da criação da CPMA, havia aderido, em 1923, a Independência do Brasil”, afirmou.

Em seguida o Capitão dos Portos do Maranhão fez questão de agradecer a sua tropa e citou, em especial, aos dois ex-comandantes da Capitania presentes ao evento: Carlos Alberto Santos Ramos (1994/1996) e José Ribamar Avelar (1974/1975). Tornou público também a escolha do novo símbolo da CPMA, o carcará, uma ave de rapina aguerrida e que não esmorece nunca, além de representar, pela sua bravura, o povo Nordestino em geral.  E para consolidar a escolha, foi criado um brado que ecoou pela primeira vez puxado pelo próprio Comandante Dutra: “Corporação, sentido. Pela Segurança de Rios e Mar, Carcará”.

LEIA A SEGUIR A ÍNTEGRA DA ORDEM DO DIA PELOS 172 ANOS DA CPMA

MARINHA DO BRASIL
HR/MR/01 CAPITANIA DOS PORTOS DO MARANHÃO
São Luís, MA. Em 28 de julho de 2018.

ORDEM DO DIA No 1/2018

Assunto: Centésimo septuagésimo segundo aniversário da Capitania dos Portos do Maranhão

Comemoramos hoje 172 anos de criação da nossa Capitania. Neste momento de júbilo faz-se necessário lembrarmos nossa história, os feitos recentes e descortinarmos o que o futuro pode nos reservar, em pleno alinhamento com as atividades marítimas, fluviais e portuárias, cada vez mais complexas. Nosso estado sempre teve vocação para o mar. O Golfão Maranhense, possuidor de grandes profundidades naturais, centrado na então Ilha de Upaon-Açu, assim chamada pelos índios tupinambás, desde o início do século XVI vem sendo explorada por navegadores europeus, em especial Portugueses, Franceses e Holandeses.

Após pretensas e temporárias pequenas ocupações, ainda no período colonial, uma pequena expedição francesa, com apenas três navios, chefiada pelo nobre Daniel de La Touche chegou à ilha com a missão de aqui fundar a França Equinocial. Com a construção do forte São Luís, foram aos poucos consolidando sua colônia, até o final do ano de 1614 quando, após a épica batalha naval de Guaxenduba, são expulsos do Maranhão. Nesta Batalha, na manhã de 19 de novembro, a esquadra francesa de 11 navios, comandada por Daniel de La Touche, muito superior à portuguesa e apoiada por cerca de 50 grandes canoas tupinambás, aproximou-se do Forte Santa Maria de Guaxenduba, construído na Vila Velha de Icatu pelos portugueses liderados pelo brasileiro Jerônimo de Albuquerque. A operação francesa consistia no desembarque de tropas na praia para a rendição do forte. Entretanto, o contra-ataque português desferido contra a tropa que desembarcara, a ferocidade dos índios tapuias, que apoiavam os portugueses e, sobretudo, o ataque dos navios portugueses à retaguarda e flancos da esquadra francesa, impedida de proporcionar apoio de fogo naval devido à maré vazante, levou a severas perdas, que culminaram com a rendição francesa.

Avançando no tempo, após notável e crescente importância do Porto de São Luiz para o comércio da colônia e depois do Império, por meio do Decreto Imperial nº 460, de 28 de julho de 1846, é criada a Capitania dos Portos da Província do Maranhão. Nestes 172 anos de existência vários desafios foram impostos e barreiras foram superadas pelos nossos antecessores que, pouco-a-pouco foram moldando a nossa cultura, nossas crenças e valores. Agradeço a cada um dos senhores e senhoras, que antes ombreavam conosco em nossas formaturas, mas que em coração permanecem ligados à nossa centenária instituição. Desta forma, gostaria de saudar nossos ex-comandantes, que outrora aqui nos lideraram, aqui representando todos os veteranos da CPMA, por tão grandioso legado.

O que se percebe hoje é que o Maranhão, sendo o segundo Estado em extensão litorânea, com quase 7.000 Km de vias fluviais navegáveis, em 12 bacias hidrográficas, com um complexo portuário que responde por 20% do comércio nacional em volume e tonelagem, está em posição de destaque para a Marinha do Brasil. Em razão disto, recentemente, em 8 de Maio, a Agência Fluvial de Imperatriz passou à nossa subordinação, o que elevou nossa jurisdição a 249 municípios, incluindo Baixada e Reentrâncias Maranhense, Golfão, Área dos Lençóis e Região Tocantina.

A minha aguerrida tripulação aqui presente, homens e mulheres, militares e servidores civis que trabalham diuturnamente para a nossa sociedade, expressam o orgulho de fazer o melhor, com poucos recursos. Cumprem tarefas que vão desde a formação de novos aquaviários, até detalhadas inspeções nos imensos navios mercantes que atracam em nossos portos. Inspecionam embarcações e tentam a todo o tempo conscientizar a população para sua própria segurança nos Rios e no mar. Investigam acidentes, quando infelizmente ocorrem. Zelam por 17 faróis de nossa costa, que proporcionam a certeza de regresso para diversos pescadores e aquaviários. Cuidam da saúde de todos nós e dos nossos veteranos. Analisam todos os projetos de construção sobre e sob as águas. Emitem certificados para embarcações e carteiras para aquaviários e amadores. Enfim, zelam pela segurança da navegação, salvaguarda da vida humana no mar e prevenção da poluição hídrica a partir de embarcações e instalações de apoio.

Porém, não estamos sozinhos nesta abrangente missão. Recebemos o apoio constante do Comando do 4º Distrito Naval e de suas Organizações Militares subordinadas, da Diretoria de Portos e Costas da Marinha, das demais Organizações das Forças Singulares nesta cidade, das Polícias Federal, Rodoviária Federal, Militar e Civil, do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão, da Autoridade Portuária, dos diversos órgãos das esferas federal, estadual e municipal, da Praticagem, das empresas ligadas ao mar, da Sociedade de Amigos da Marinha do Maranhão e do Brasil e da comunidade marítima em geral. Desta forma, alguns dos senhores e senhoras receberão em breve o diploma “Amigo da CPMA”, humilde reconhecimento às personalidades que estão a todo instante presentes nas nossas atividades, demonstrando amizade incomum.

Estimados integrantes da Capitania dos Portos do Maranhão, doravante chamados de Carcarás, mascote escolhido este ano por sua força, flexibilidade, adaptabilidade e atenção constante. Orgulhem-se de trabalhar na nossa instituição. Vibrem com a Marinha do Brasil. Exorto a todos a continuar desempenhando suas atribuições com dedicação, superação e profissionalismo.

E agradeço o empenho de cada um de vocês em fazer nossa OM cada vez melhor.

Por fim, agradecemos a Deus e Nosso Senhor dos Navegantes todas as benções recebidas no último ano e rogamos a Nossa Senhora de Nazaré, São Pedro e São José de Ribamar que continuem a iluminar nossos caminhos, afastando qualquer mar turbulento que possa nos prejudicar.

Parabéns Capitania dos Portos do Maranhão!
Viva a Marinha!

Brasil acima de tudo!

MARCIO RAMALHO DUTRA E MELLO
Capitão de Mar e Guerra, Capitão dos Portos


CONFIRA A COBERTURA FOTOGRÁFICA DO EVENTO

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

  

Lugar: PORTOSM,
Fonte: Redação Portosma
Data da Notí£©a: 28/07/2018

Untitled