Hoje é segunda-feira, 18 de setembro de 2018, dia dos Símbolos Nacionais # Ontem, completando a rodada de número 25 do Brasileirão a Chapecoense derrotou o Internacional de 2x1.
granel quimica humberto gomes osvaldo rocha jose oliveira
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Empresas
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

Noticias
 Legislação

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 BP Changri-lá
 Nosso Papai Noel
 São Luis 406 anos
 Copa 2014
 C. Confederações
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











DNIT libera viaduto de Bacabeira e melhora trânsito na entrada dos lençóis
Ao custo de R$ 13 milhões, começou em 2016 e é uma reivindicação do povo de Bacabeira


O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) liberou, na manhã desta segunda-feira (19), o tráfego no viaduto de Bacabeira – no km 51 da BR 135/MA. Os condutores já podem usufruir dos benefícios que essa obra proporciona: melhor fluidez no tráfego na BR 135/MA e desafogamento do trânsito no acesso à BR 402/MA, porta de entrada para Barreirinhas, cidade base dos Lençóis Maranhenses, importante polo turístico do estado. “Essa obra também veio trazer mais segurança para a população do município de Bacabeira, na travessia urbana da 135/MA.

O viaduto, assim como a duplicação da BR 135/MA, melhora o tráfego para os condutores dos mais de 10 mil veículos que passam pela rodovia diariamente, proporcionando mais agilidade e reduzindo o tempo de percurso em cerca de uma hora, trazendo benefícios econômicos para o Maranhão”, afirmou o superintendente do DNIT/MA, Gerardo Fernandes.
  
O viaduto faz parte do lote 01 das obras de duplicação da BR 135/MA, que incluiu também a realocação de rede ferroviária e da adutora que margeavam a rodovia.  Os recursos do governo federal investidos na construção do viaduto foram cerca de 13 milhões de reais. Com a entrega do viaduto, a duplicação dos 26 km da rodovia, no trecho que vai de Estiva ao município de Bacabeira, está concluída. “Era o que a gente esperava já há muitos anos para poder trafegar com mais segurança”, comenta o motorista de ônibus, José Adolfo Santos, sobre o viaduto na BR-135 na cidade de Bacabeira (Km 51), distante 66Km de São Luís, e que também dá acesso à cidade de Rosário (BR-402).

O motorista que for no sentido da região do Munim e Lençóis Maranhenses, entrará alguns metros antes da cidade por uma pista elevada, bem como os que se dirigem dessas regiões e forem para Teresina, Imperatriz ou Belém também utilizarão uma pista elevada. Já quem vem dos Lençóis no sentido capital encontrará um atalho antes da cidade, na BR-230, saindo na 135 também fora do espaço urbano em Bacabeira.

O Viaduto - A obra de duplicação da BR-135 no Maranhão começou em 2012, com previsão para conclusão em 2014. O projeto contemplou a duplicação da rodovia, a realocação da ferrovia Transnordestina na região do Campo de Perizes e a construção do viaduto de Bacabeira. Nesse período aconteceram vários entraves. Segundo a Superintendência, houve ajustes no cronograma de conclusão motivados, principalmente, pelos intensos períodos de chuva e pela execução dos serviços de alta complexidade realizado no Campo de Perizes (colunas de brita), quando da estabilização do trecho de 18 km em solo mole. Em abril de 2016, as obras foram retomadas concentrando os trabalhos na construção do viaduto de acesso para a cidade de Rosário, no entroncamento da BR-135 com a BR-402, no município de Bacabeira. Foi usado tecnologia de alta complexidade: execução de 1.300.000 metros de coluna de brita a cada dois metros, em sentido longitudinal e transversal, medindo 0,80 metro de diâmetro e com profundidade variando de 5 a 18 metros. “Foi a parte mais demorada da obra, na qual 12 máquinas eram operadas 24 horas por dia, durante quase dois anos. Essa obra é considerada a maior obra em coluna de brita na América Latina. Além disso, foi feita a realocação de rede ferroviária e de adutora que margeavam a rodovia”, informa a assessoria do órgão.

A duplicação da BR-135 faz parte do Plano de Aceleração do Crescimento do governo federal. O investimento do Dnit para esse trecho, com aditivos e reajustamentos, é de R$ 484.735.728,44. Para o viaduto foram investidos mais de R$ 13 milhões. Depois da entrega do Viaduto, o consórcio responsável pela obra trabalha a restauração completa da pista existente. A rodovia é o único acesso terrestre à capital São Luís e por ela passam mais de 25 mil veículos por dia. A obra vai beneficiar diretamente mais de 1,5 milhão de pessoas na região metropolitana de São Luís.


Fotos aéreas mostram a imponência da obra na cidade de Bacabeira



Lugar: PORTOSMA
Fonte: DNIT/O Imparcial
Data da Notí£©a: 20/03/2018

Untitled