OUTUBRO ROSA: Campanha de prevenção e conscientização contra o câncer de mama # Hoje é terça-feira, 17 de outubro, dia da indústria brasileira e do eletricista # Com o horário de verão, os bancos abrem e fecham mais cêdo. Fique atento # O CSA derrota o Fortaleza de 2x1 e sai na frente na disputa do título da Série C.
orizon supplier cargas e cais granel quimica jose oliveira
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Empresas
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Convés
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

Noticias
 Legislação

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 São Luis 405 anos
 Copa 2014
 Copa Confederações
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Petrobras reduz nas refinarias os preços da gasolina em 5,9% e do óleo diesel em 4,8%
O preço mais baixo se deve basicamente ao aumento significativo nas importações no mês de junho


A Petrobras anunciou nesta sexta-feira a redução do preço médio nas refinarias da gasolina em 5,9% e do diesel em 4,8%. Os novos valores começam a ser aplicados a partir das 0h deste sábado. A estatal lembra que, como a lei garante liberdade de preços, os ajustes realizados nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Se a redução anunciada hoje for integralmente repassada, o diesel poderá cair 2,7% (cerca de R$ 0,08 por litro, em média) e a gasolina, 2,4%, (R$ 0,09 por litro).

Este é o último reajuste decidido pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) antes que a área técnica de marketing e comercialização da estatal assuma a função. A Petrobras poderá realizar ajustes nos preços a qualquer momento, desde que os reajustes acumulados por produto estejam, na média Brasil, dentro de uma faixa determinada, entre redução de 7% e alta de 7%.

A delegação, que permitirá reajustes mais freqüentes, podendo até ser diários, entra em vigor na segunda-feira, dia 3 de julho. “Portanto, o reajuste aqui anunciado e decidido pelo GEMP não entra na conta do limite de 7% para mais ou para menos que será adotado a partir da segunda-feira”, destaca a empresa. De acordo com a Petrobras, a decisão do GEMP sobre os reajustes anunciados hoje foi guiada predominantemente por um aumento significativo nas importações no último mês, o que sinalizou a necessidade de ajustes de competitividade no mercado interno, além de refletir as variações recentes nos preços internacionais de petróleo e fretes.

Conforme princípios da política em vigor, a participação de mercado da companhia é um dos componentes de análise e os novos preços continuam com uma margem positiva em relação à paridade internacional, além de estarem alinhados com os objetivos do plano de negócios 2017-2021. A estatal informa ainda que futuros ajustes de preços de combustíveis passarão a ser divulgados por meio da internet, no site da companhia e nos canais internos de comunicação aos clientes.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Petrobras
Data da Notí£©a: 30/06/2017

Untitled