Hoje é o dia da empregada doméstica e dia do sacerdote # Taça Libertadores: Atlético Paranaense 2x0 Flamengo; Palmeiras 3x2 Penarol; Atlético Mineiro 2x0 Libertad # Copa do Brasil: Santos 2x0 Paysandu; Botafogo 2x1 Sport de Recife.
cargas e cais granel quimica humberto gomes internacional maritima
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Empresas
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Convés
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

Noticias
 Legislação

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 São Luis 403 anos
 Copa 2014
 Copa Confederações
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Faltam apenas dois dias para o fim do prazo para declarar o Imposto de Renda 2017
A Receita Federal alerta para os contratempos previsiveis dos contribuinte que deixam tudo para as últimas horas


O prazo de entrega da declaração de Imposto de Renda 2017 (ano-base 2016) termina em pouco menos de 48 horas. Mais precisamente, às 23h59min59seg desta sexta-feira, dia 28 de abril. Se for entregue à 0h de 29 de abril, já é considerado atraso, e o contribuinte terá de pagar multa de 1% do imposto devido ao mês. O valor mínimo é de R$ 165,74, e o máximo é de 20% do imposto devido. Se deixar para a última hora, há risco de a página da Receita congestionar e não conseguir entregar a sua prestação. Também pode faltar algum documento e não haver tempo suficiente para conseguir obter uma nova via. Organize-se e reúna todos os documentos necessários. É importante lembrar que nos últimos cinco anos a Receita Federal não tem prorrogado o prazo. Portanto, fique atento.

A Receita espera receber 28,3 milhões de declarações. O contribuinte pode escolher o modelo completo ou o simplificado para enviar sua declaração. Na opção pelo simplificado, é aplicado o desconto padrão de 20% (independentemente de gastos com educação e saúde, por exemplo). O limite para esse desconto de 20% está ficado em R$ 16.754,34. O próprio sistema da Receita Federal, no momento do preenchimento da Declaração, indica qual a melhor opção a seguir para o contribuinte. A orientação dos especialistas é iniciar pela declaração completa, ver o resultado, e, se for mais compensador, migrar para a simplificada. A diferença entre as duas deve valer para a escolha definitiva entre uma e outra,

Confira a seguir algumas dicas de especialistas sobre determinadas receitas que podem ser deduzidas, porém, por falta de divulgação, são poucas conhecidas dos contribuintes. Mensalidade da escola e gastos com consultas médicas são deduções conhecidas no Imposto de Renda, mas há algumas outras menos usadas, como cirurgias plásticas, massagens e até mesmo dentaduras e aparelhos ortodônticos.

CIRURGIA PLÁSTICA - As regras da Receita Federal permitem que o contribuinte deduza os gastos com cirurgia plástica "reparadora ou não". Ou seja: mesmo as cirurgias feitas com fins estéticos podem ser abatidas, sem limite de valor. Mas é preciso apresentar comprovantes dos valores gastos no hospital.

MÉDICO NO EXTERIOR - Quem faz um tratamento ou uma cirurgia no exterior pode deduzir os gastos no Imposto de Renda, desde que tenha como comprová-los. As despesas com passagem e hospedagem, no entanto, não podem ser deduzidas.

CADEIRA DE RODAS - Gastos com a compra de cadeiras de rodas também podem ser deduzidos do Imposto de Renda, de acordo com as regras da Receita Federal. O valor deve ser informado na declaração como "despesa médica". Se a despesa não constar das despesas do hospital, guarde a nota da fiscal da compra e o laudo médico caso a Receita peça comprovação.

PRÓTESES DENTÁRIAS - Despesas com próteses dentárias, como dentaduras, coroas e pontes, também podem ser deduzidas do Imposto de Renda, assim como o gasto com a colocação e a manutenção do aparelho dentário. As despesas, porém, precisam ser comprovada em nota emitida pelo dentista. O mesmo vale para a compra de aparelhos.

PERNA MECÂNICA - Pernas e braços mecânicos, assim como calçados e palmilhas ortopédicos, também podem ser deduzidos do Imposto de Renda. Devem ser informados como "despesas médicas". Se a despesa não constar das despesas do hospital, guarde a nota da fiscal da compra e o laudo médico casa a Receita peça comprovação.
MARCA-PASSO - É possível também deduzir o valor gasto com a compra e a colocação do marca-passo (aparelho que regula o funcionamento do coração). Para que isso seja possível, no entanto, o equipamento deve estar incluído na conta do hospital ou na conta emitida pelo médico.

Veja também:
Receita Federal começa a receber as declaração do Imposto de Renda 2007.
A declaração é obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Receita/Uol Economia/Redação
Data da Notí£©a: 17/04/2017

Untitled