Setembro Amarelo: Campanha contra o Suicído # Hoje é domingo, 22 de setembro, dia do mototaxista # Flamengo 1x1 Avaí Futebol Clube; Santos 1x0 Atlético Paranaense; CRB 1x2 Criciuma; Figueirense 2x0 ABC; Goiás 2x1 Paysandu; Náutico 0x1 Internacional; Ceará 2x1 Brasil de Pelotas.
cargas e cais propaganda2 propaganda1 jose oliveira
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Empresas
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Convés
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

Noticias
 Legislação

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 São Luis 405 anos
 Copa 2014
 Copa Confederações
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Porto do Itaqui deverá receber um aporte de capital da ordem de R$ 1,3 bilhão ainda este ano
Entre as novidades, está a construção de uma pêra ferroviária para embarque e desembarque de carga


O Porto do Itaqui, em São Luís (MA), terá aportes de cerca de R$ 1,3 bilhão nos próximos dois anos, estima a Emap, empresa estatal de administração portuária vinculada ao governo do Maranhão. A maioria (75%) dos investimentos será da iniciativa privada, que gerencia cinco terminais no porto. A parte de combustíveis, com operações da Raízen, Ipiranga, Ultracargo, Granel Química e Transpetro, terá R$ 400 milhões, diz Ted Lago, presidente da Emap. O terminal de fertilizantes, a ser leiloado, vai receber R$ 300 milhões, e o de celulose, R$ 230 milhões. Além das unidades privadas, também haverá reformas de modernização no geral, ampliação de docas e novos radares, que somam cerca de R$ 300 milhões - para essas obras, vai haver licitações.

Entre as novidades, está a construção de uma pêra ferroviária — estrutura no formato da fruta, para embarques e desembarques de carga. O porto atualmente é conectado a três ferrovias: Transnordestina, Carajás e Norte-Sul. "A idéia é aumentar a capacidade e estabelecer o porto como referência para as regiões Centro-Oeste e Norte do Brasil", afirma o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária do Maranhão.
Há planos para que o Itaqui passe a ser usado para exportação de carnes processadas com origem nessas regiões. Deverão ser investidos R$ 30 milhões em equipamentos de refrigeração. A empresa portuária quer servir aos produtores bovinos que pretendem exportar para os Estados Unidos.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Jornal Folha de São Paulo
Data da Notí£©a: 04/04/2017

Untitled