Hoje é 26 de julho de 2017, quarta-feira, dia dos avós # Resultados da Série B: Internacional 2x0 Oeste Paulista e ABC de Natal 1x0 Brasil de Pelotas # Hoje é dia de jogos pela Copa do Brasil.
internacional maritima orizon supplier jose oliveira propaganda1
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Empresas
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Convés
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

Noticias
 Legislação

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 São Luis 403 anos
 Copa 2014
 Copa Confederações
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Petrobras reduz preço da gasolina em 5,4% e o do diesel em 4,8% nas principais refinaria
Mesmo com descrença de sempre, a Estatal acredita que o preço nas bombas deve cair pelo menos 0,9% por litro


Posto de gasolina: preço pode cair, ou não.
A Petrobras anunciou nesta sexta (24) a redução dos preços da gasolina e do diesel, em 5,4% e 4,8%, respectivamente. É a segunda redução do ano e, segundo a estatal, reflete a valorização do real diante do dólar —neste ano, a moeda dos EUA recuou 4,65%— e a redução nos custos de fretes marítimos.  A empresa diz que os cortes também têm por objetivo ajustar a competitividade de seus produtos em relação a importações por outras empresas.

De acordo com a estatal, se o repasse for integral, os preços da gasolina e do diesel nas bombas cairão R$ 0,09 por litro. Os preços nas bombas, no entanto, são livres. Distribuidoras e postos podem definir os repasses de acordo com suas políticas comerciais. Em outubro de 2016, a companhia deu início a uma nova política de preços dos combustíveis, com reuniões mensais para avaliação das condições de mercado.

No último reajuste, em janeiro, a empresa cortou o preço da gasolina em 1,4%, e o do diesel em 5,1%.  Em comunicado distribuído nesta sexta, a empresa diz que, mesmo após a nova redução, os preços internos "continuam com uma margem positiva em relação à paridade internacional, conforme princípio da política anunciada, e estão alinhados com os objetivos do plano de negócios 2017/2021".

A exemplo do primeiro corte nas distribuidoras, este também não deve chegar logo nas bombas. A explicação do mercado varejista, segundo o Sindicato Nacional dos Revendedores de combustíveis, está no fato de que a margem de lucros é a menor dos últimos cinco anos.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Petrobras/Folha
Data da Notí£©a: 25/02/2017

Untitled