Hoje é 13 de agosto de 2020, dia do Economista # Depois de sofrer a segunda derrota consecutiva, desta vez para o Atlético Goianiense por 3x0, o Flamengo ocupa até então inédita posição de lanterna do Brasileirão.
Formula Um cargas e cais osvaldo rocha orizon supplier
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Concursos
Prêmio Smart
Escoteiros em Foco
Cais do Jeep
Seminário Landlord

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

José Clementino
Elson Burity
 Bento Moreira Lima

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 Escoteiros em foco
 Nosso Papai Noel
 São Luis 406 anos
 Copa América 2019
 Cais do JEEP
 O Trem da Vale
Museu da Soamar
Presidentes do Brasil
Farol de Mandacaru

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Governador José Reinaldo inaugura Estaleiro Escola
Sitiuada noTamancão, a unidade pretente ensinar antigas e tradicionais técnicas de construção naval

O governador José Reinaldo Tavares inaugurou na tarde desta sexta-feira, dia 15, o Centro Vocacional Tecnológico Estaleiro-Escola, localizado no Sítio Tamancão, O estaleiro tem como proposta preservar as antigas e tradicionais técnicas de construção naval. “A nossa intenção é formar mestres carpinteiros, pintores, calafates, ferreiros e mecânicos que atuam na produção artesanal de embarcações. O objetivo é difundir este conhecimento popular para novas gerações”, afirmou o governador.

O Maranhão é hoje um dos últimos redutos de embarcações à vela com modelos específicos para cada finalidade (carga, passageiros e pesca).  Apresenta como produtos da sua carpintaria naval, 15 modelos de embarcações artesanais, que foram desenvolvidas de acordo com a sua utilidade, tipo de ambiente em que navegam e até mesmo de acordo com peculiaridade de cada município.

Segundo o engenheiro Luís Phelipe Andrès, um dos coordenadores do projeto, a carpintaria naval no Estado é muito forte e conseguiu produzir ao longo de séculos, tipos de embarcações e práticas de navegação de notável originalidade e beleza, os quais devem continuar a existir. “Além de fazer parte da história de seu povo, é a sobrevivência da população ribeirinha e litorânea”.      

Há mais de 20 anos pesquisando as embarcações maranhenses, ele garante que a pesca gera milhares de empregos no Maranhão. “É a base da economia local. As embarcações para muitos, ainda é o principal meio de transporte. Serve para escoamento de produção, abastecimento de insumos, promove o turismo e o lazer, e principalmente a pesca, meio de subsistência. As embarcações exercem um papel importantíssimo no desenvolvimento sócio-econômico e regional”.

Estiveram presentes à inauguração do Estaleiro-Escola – que foi transmitida por meio de videoconferência para todas as regionais – o secretário de Ciência e Tecnologia, Othon Bastos; a representante no governador eleito Jackson Lago, Graça Moura; a deputada estadual Helena Heluy; o presidente da Fapema, Sofiane Labidi; além de deputados, reitores e representantes da comunidade e da carpintaria naval.

Luis Phelipe lembrou que uma das principais preocupações do projeto de criação do Estaleiro-Escola era a falta de estrutura física que os profissionais encontravam para o desenvolvimento do seu trabalho. “Na maioria das vezes, eles dependiam da variação das marés para executar seus trabalhos, ficando expostos à chuva e ao sol, sem mínimas condições de segurança e saúde”.

Sem qualquer apoio, assistência ou incentivo, muitos artesãos envelheciam em situação de miséria absoluta, acabando no esquecimento. Este cenário resultou na diminuição do número de aprendizes, e assim, na perda deste conhecimento tradicional. “O CVT Estaleiro-Escola chegou para mudar esse cenário, dando condições de segurança, equipamentos, espaço, profissionalizando o aprendizado da construção naval e retomando o interesse pela atividade profissional”, garantiu o engenheiro.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Assimp
Data da Notí£©a: 16/12/2006

Untitled