Hoje é 13 de agosto de 2020, dia do Economista # Depois de sofrer a segunda derrota consecutiva, desta vez para o Atlético Goianiense por 3x0, o Flamengo ocupa até então inédita posição de lanterna do Brasileirão.
propaganda2 propaganda1 mandacaru cargas e cais
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Concursos
Prêmio Smart
Escoteiros em Foco
Cais do Jeep
Seminário Landlord

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

José Clementino
Elson Burity
 Bento Moreira Lima

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 Escoteiros em foco
 Nosso Papai Noel
 São Luis 406 anos
 Copa América 2019
 Cais do JEEP
 O Trem da Vale
Museu da Soamar
Presidentes do Brasil
Farol de Mandacaru

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Detectada ferrugem asiática em Chapadão do Sul
A doença é uma das principais pragas da soja e já compromete plantações em Goias e Tocantins


Soja brasileira: ameaça chega pelo Centro-Oeste
O Centro de Diagnóstico do programa SOS Soja da Bayer CropScience detectou esta semana o primeiro foco de ferrugem asiática em lavoura comercial, na cidade de Chapadão do Sul (MS). Com análise rápida e precisa, realizada em parceria com a Fundação Chapadão, o centro de diagnóstico do SOS Soja identificou o foco da doença na Fazenda São Caetano. Além deste registro, outros dois foram detectados em municípios vizinhos: o primeiro na cidade de Alto Taquari (MT) e o segundo em Chapadão do Céu (GO). O alerta foi feito pela engenheira agrônoma da Fundação, Donita Andrade.

De acordo com informações da Fundação Chapadão, após a constatação do foco de ferrugem asiática na cidade, a Câmara Municipal de Chapadão do Sul e cerca de 60 técnicos se reuniram para a definição das primeiras ações que deveriam ser tomadas para o controle desta doença, que pode comprometer a produtividade da lavoura de soja em até 80%.

“Em 2005, o primeiro foco de ferrugem da soja no município foi constatado no início de novembro. O atraso do aparecimento da ferrugem este ano deve-se a maior capacitação dos profissionais do setor, ao vazio sanitário (90 dias sem soja no campo) e, principalmente, ao acompanhamento e monitoramento das lavouras que é realizado por meio do SOS Soja”, destaca o gerente de cultura Soja – Região Norte da Bayer CropScience, Dalmo Caresato.

SOS Soja – Criado pela Bayer CropScience de forma pioneira em 2003, o SOS Soja é o maior programa privado do Brasil de monitoramento e identificação das doenças que afetam as lavouras de soja e comprometem a produtividade. O programa recebe nos centros de diagnósticos, montados a cada safra em parceria com institutos de pesquisa e universidades, as amostras encaminhadas pelo responsável técnico ou pelo próprio produtor rural e realiza a análise minuciosa das folhas coletadas.  Em caso de constatação de alguma doença, a Bayer CropScience oferece suporte ao produtor e auxilia na tomada de decisão sobre o manejo das doenças.

Outro diferencial do SOS Soja da Bayer CropScience: trata-se do único programa de monitoramento e diagnóstico que, além da ferrugem asiática, constata outras doenças que também podem prejudicar o potencial produtivo das lavouras de soja, como o oídio e doenças de final de ciclo. O serviço é oferecido gratuitamente aos agricultores de todo o Brasil (clientes e não clientes) e o diagnóstico é informado em até 48 horas.

“O programa SOS Soja foi desenvolvido no Brasil, para ajudar o produtor a manejar a ferrugem da soja, antes que se espalhe e prejudique a produção. A identificação precoce propicia o controle mais adequado desta doença. Há anos a Bayer CropScience tem uma forte parceria com os sojicultores brasileiros e por isso tem o compromisso de oferecer ferramentas que vão ao encontro de suas necessidades. O SOS Soja faz parte desse escopo de trabalho e temos uma grande satisfação em oferecer esse serviço aos produtores”, conclui Caresato.

Na safra 2005/2006, o SOS Soja analisou 45 mil amostras, registrou o atendimento de 12 mil fazendas, envolveu 2.2 mil engenheiros agrônomos e monitorou 4 milhões de hectares de área plantada, (o que representa 18% da área de soja plantada no Brasil).

Sobre a Bayer CropScience

Subsidiária da Bayer AG e com vendas anuais de aproximadamente 6 bilhões de Euros, a Bayer CropScience é uma das empresas líderes em inovação em ciências agrícolas no mundo nas áreas de defensivos agrícolas, controle de pragas não agrícolas, sementes e biotecnologia. A empresa oferece uma excepcional gama de produtos e extenso serviço de apoio para a moderna e sustentável agricultura e para aplicações não agrícolas. A Bayer CropScience conta com aproximadamente 19 mil colaboradores no mundo e está presente em mais de 120 países. No Brasil, conta com cerca de 900 colaboradores e duas fábricas, em Belford Roxo (RJ) e em Portão (RS). Visite o site da empresa:
www. bayercropscience.com.br

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Assessoria da Bayer
Data da Notí£©a: 08/12/2006

Untitled