Hoje é 21 de março, quinta-feira, dia Internacional contra a discriminação racial; da síndrome de Daw e dia universal do teatro # Com o fim da rodada de classificação do campeonato maranhense, os quatro finalistas são: Moto Club, Imperatriz, Sampaio Corrêa e Maranhão Atlético Clube # As semifinais começam no dia 3 de abril.
humberto gomes osvaldo rocha granel quimica internacional maritima
HOME
Entrevista
 Ogmo/itaqui
Syngamar
Telex/Aniversários
 Agencias Marítimas
Soamar MA
Fotos & Imagens
Empresas
Dicas/Serviços
Capitania dos Portos do Maranhão
The best of web
Fale conosco


Vale
 Alumar
Itaqui
 Cargas
 Todos os portos
 Cartas Náuticas

Osvaldo Rocha
José Oliveira
 Herbert Santos
Telex/Aniversários
 Humor
Ponto de Vista

José Clementino
Elson Burity
 Bento Moreira Lima

Noticias
 Legislação

Aniversário Alumar
 Carta Pero Vaz
 Dia do Portuário
 BP Changri-lá
 Nosso Papai Noel
 São Luis 406 anos
 Copa 2014
 C. Confederações
 O Trem da Vale
Museu da Soamar

Pratimar
Petrobras
Portal Exportador
Banco Central
Receita Federal
Marinha do Brasil
Capitania Maranhão
Conapra
Policia Federal
Obra Prima CE











Copom reduz taxa de juros para 13,25% ao ano.
Apesar de ser uma das maiores do mundo, esta é a menor Selic desde a criação do Comitê, em 1966

Acabou sem surpresas a última reunião do ano do Copom - Comitê de Política Monetária - do Banco Central. Conforme era esperado, foi anunciado na noite desta quarta-feira, 29, uma redução de 0,5 ponto percentual na Selic. Ela passa de 13,75% para 13,25% ao ano, corte de meio ponto, conforme o esperado pelo mercado.

Pela primeira vez, desde março deste ano, a decisão do comitê não foi unânime, já que cinco integrantes do Copom votaram a favor de um corte de 0,5 ponto percentual na Selic e três pela redução de apenas 0,25 ponto percentual na taxa.

"Avaliando o cenário macroeconômico e as perspectivas para a inflação, o Copom decidiu reduzir a taxa Selic para 13,25% ao ano, sem viés, por cinco votos a favor e três votos pela redução da taxa Selic em 0,25 ponto percentual", diz a nota divulgada pelo Banco Central após a reunião.

Com essa redução, o Brasil chega a uma taxa de juro real - já descontada a inflação - de 8,7%. Esse é o maior valor registrado no ranking da UpTrend Consultoria Econômica. Na segunda colocação aparece a Turquia, com 6,8%. O cálculo leva em conta a taxa de juros básica descontada a inflação projetada para os próximos 12 meses. Ainda assim, segundo afirma o jornal A Folha de São Paulo, essa é a menor taxa desde a criação do Copom, em 1996.

O fator que mais justifica o corte de hoje nos juros é a tendência de queda da inflação e uma expectativa de crescimento menor que a esperada no início do ano. No último levantamento feito pela autoridade monetária, o mercado financeiro esperava uma inflação de 3,15% neste ano. Para os próximos 12 meses, a expectativa é de 4,17%. A meta de inflação oficial é de 4,5% de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) --com uma margem de tolerância de dois pontos para cima ou para baixo.

Além disso, o crescimento da economia parece que não provocará pressão sobre os preços no curto prazo. Na semana passada, o Ministério da Fazenda divulgou que a expectativa de crescimento é de apenas 3,2% para este ano. Já a previsão do BC, que conta do Relatório de Inflação, é de 3,5%. O processo de redução da taxa de juros começou em setembro do ano passado. Na ocasião, a Selic passou de 19,75% para 19,5% ao ano. A partir de agora, o Banco Central deverá ficar mais atento aos investimentos feitos no país. O crescimento do nível de investimentos indica que há uma perspectiva maior da produção industrial atender toda a demanda sem risco de aumento de preços.

Outro fator preocupante é se o governo conseguirá conter o aumento dos gastos públicos. Nas atas das últimas reuniões, o Copom já alertou para esse problema. Com o aumento dos gastos, há risco de inflação, o que pode alterar a trajetória de queda dos juros. O Copom divulga na quinta-feira da próxima semana a ata desta reunião. Já a primeira reunião do próximo anos, conforme calendário anunciado previamente pelo Banco Central, deverá acontecer nos dias 23 e 24 de janeiro.

Lugar: PORTOSMA
Fonte: Folha Online
Data da Notí£©a: 29/11/2006

Untitled